> Artigos relacionados

EV
Tieck, Ludwig
Johann Ludwig Tieck
Berlim, Alemanha 1773 - Berlim, Alemanha 1853
escritor alemão. Além de exímio tradutor da literatura espanhola e do teatro inglês, Tieck foi um dos autores mais populares da escola romântica e um dos precursores do romance histórico alemão.
Johann Ludwig Tieck nasceu em 31 de maio de 1773, em Berlim, Alemanha. Graduou-se em 1794 pela Universidade de Erlangen. Pouco depois, escreveu um romance em três volumes, característico do nascente romantismo alemão: Die Geschichte des Herrn William Lovell (1795-1796; A história do senhor William Lovell), em que descreve a autodestruição moral de um jovem sensível. A coleção Volksmärchen (1797; Contos de fadas), versões teatrais de histórias tradicionais, firmou sua reputação. Tieck lançou também um romance sobre a vida artística da baixa Idade Média, Franz Sternbalds Wanderungen (1798; Viagens de Franz Sternbalds).
Em 1799, Tieck associou-se a Friedrich e August Wilhelm von Schlegel para formar um dos principais núcleos do movimento romântico alemão. Nesse período, traduziu o clássico Don Quijote (1799-1801) e escreveu o drama poético Leben und Tod der heilige Genoveva (1800; Vida e morte de santa Genoveva). A partir de 1802, Tieck dedicou-se a estudar a Idade Média alemã e a traduzir textos clássicos, além de publicar trabalhos sobre autores contemporâneos, como Novalis e Heinrich von Kleist.
Transferindo-se para Dresden em 1819, Tieck ali trabalhou como jornalista, e foi nomeado conselheiro e crítico do teatro da cidade em 1825, cargo que exerceu até 1842. Retomou então o entusiasmo de seus primeiros trabalhos e escreveu quarenta pequenos romances, nos quais polemizou tanto com os jovens românticos quanto com o movimento dos Jovens Alemães, que procurava instaurar um teatro baseado em ideais democráticos. A convite de Frederico Guilherme IV da Prússia, Tieck instalou-se em 1842 em Berlim, onde, tal como em Dresden, tornou-se o centro da sociedade literária. Ali morreu, em 28 de abril de 1853.

Subir