> Galería de Fotos (1 elementos)


1 Medias
   > Artigos relacionados
   > Edupédia

EV
Rilke, Rainer Maria
Praga, República Tcheca 1875 - Valmont, Suíça 1926
escritor tchecoslovaco de língua alemã. Começou por seguir uma carreira militar, que rapidamente abandonou para estudar literatura e filosofia. Nessa época compôs os seus primeiros textos poéticos de influência romântica. Com a sua amiga Lou Andreas-Salomé realizou duas viagens à Rússia (1899 e 1900), que foram fundamentais para a sua formação literária, tendo conhecido Tolstoi. Viajou para Paris em 1902, cidade que se tornou o centro geográfico de uma existência errante por diversos lugares da Europa durante doze anos. Foi secretário de A. Rodin em Meudon desde 1905 até 1906, mas o seu espírito inquieto levou-o a fazer contínuas viagens pela Itália e Alemanha. Datam deste período o Livro de Horas, escrito entre 1899 e 1903, mas publicado em 1905, as Novas Poesias (1907-1908) e Os Cadernos de Malte Laurids Brigge (1910), romance autobiográfico em que evoca os seus anos em Paris. A partir de 1919, visitou a Suíça com frequência. Finalmente, instalou-se no Palácio de Muzot (1921), onde viveu os seus últimos anos e escreveu as suas obras mais complexas. Lutou constantemente contra a aflição da morte e defendeu a poesia como a única solução para a fragilidade da vida: As Elegias de Duíno (1923), fruto da sua estadia no Palácio de Duíno (Dalmácia) em 1910, e Sonetos à Orfeu (1923). As suas cartas (1899-1926) representam um documento imprescindível para conhecer o processo criativo da sua obra, a qual influenciou, de modo trascendental, a literatura europeia do séc. XX.

Subir