> Galería de Fotos (3 elementos)


3 Medias
   > Artigos relacionados
   > Edupédia

EV
Nuremberg, processo de
Julgamento celebrado depois da II Guerra Mundial no qual foram processados 24 altos responsáveis do regime nazista por crimes contra a humanidade (extermínio, deportação e genocídio) e crimes de guerra (20 novembro de 1945-1 de outubro de 1946).
As sentenças foram ditadas por um tribunal militar internacional formado por juízes delegados do Reino Unido, EUA, França e da antiga URSS. Foram condenados à morte (Göring, Ribbentrop, Rosenberg, etc.), a prisão perpétua (Hess) ou a outras penas de prisão (Dönitz, Speer, etc.).
Julgamento celebrado depois da II Guerra Mundial no qual foram processados 24 altos responsáveis do regime nazista por crimes contra a humanidade (extermínio, deportação e genocídio) e crimes de guerra (20 novembro de 1945-1 de outubro de 1946). As sentenças foram ditadas por um tribunal militar internacional formado por juízes delegados do Reino Unido, EUA, França e da antiga URSS. Foram condenados à morte (Göring, Ribbentrop, Rosenberg, etc.), a prisão perpétua (Hess) ou a outras penas de prisão (Dönitz, Speer, etc.).
Os Juízes e promotores públicos que atuaram no julgamento tinham origem nesses quatro países. As regras que definiram quais os crimes seriam julgados, assim como as regras para os processos e para o julgamento, foram estabelecidas através da Carta de Londres.
Entre 1945 e 1949 foram julgados 13 processos, com 24 réus envolvidos, mas apenas 22 foram a julgamento e receberam as seguintes sentenças: 10 anos de prisão - Karl Döenitz, 15 anos de prisão - Canstantin Von Neurath, 20 anos de prisão - Baldur Von Schirach e Albert Speer, Prisão Perpétua - Rudolf Hess, Erich Raeder, Walther Funk
Sentença de morte na forca - Hermann Goering, Alfred Rosemberg, Alfred Jodl, Martin Borman, Wilhelm Keitel, Wilhelm Frick, Hans Frank, Fritz Sauckel, Julius Streicher, Ernst Kaltenbrunner, Arthur Seyss-Inquart, e Joachim von Ribbentrop. Foram considerados inocentes: Hjalmar Schacht , Franz Von Papen e Hans Fritzche.
Dos acusados, 20 eram médicos, acusados de cometer atrocidades. As várias acusações foram classificadas em quatro modalidades principais, sendo que cada réu era acusado em uma ou mais modalidades. Foram elas: Conspiração e atos deliberados de agressão; Crimes de guerra; Crimes contra a paz; Crimes contra a humanidade.
Hermann Goering, o réu mais polêmico, suicidou-se ingerindo uma cápsula de cianureto de potássio, um dia antes de ser executado na forca. A origem de tal cápsula jamais foi descoberta. No dia 16 de Outubro de 1946, na presença de 45 pessoas os réus condenados a forca foram executados. O Julgamento de Nuremberg durou 285 dias, nos quais foram ouvidas 240 testemunhas.
O Tribunal foi extremamente cuidadoso com as provas documentais e testemunhais, tanto que alguns óbvios potenciais condenados ou foram absolvidos, caso de Schacht ou tiveram penas consideradas leves, caso de Döenitz. O caso de Hjalmar Schacht, Presidente do Reichsbank (banco central) e depois Ministro da Economia de Hitler foi considerado por muitos escabroso porque Schacht mais do que nenhum outro personagem contribuiu para organizar o financiamento do rearmamento alemão, sem o qual não haveria guerra. Mas não havia contra ele provas, apenas indícios, deduções e ilações.
Uma das sessões do processo de Nuremberg

Subir