> Galería de Fotos (8 elementos)


8 Medias
   > Artigos relacionados
   > Edupédia

EV
Mussolini, Benito
Predappio, Itália 1883 - Dongo, Itália 1945
político italiano. Filiado no Partido Socialista, liderou o setor radical. Em 1912 assumiu a direção do jornal Avanti e foi porta-voz de uma sociedade mergulhada numa crise econômica e de idéais. Ao estourar a I Guerra Mundial fez campanha a favor da intervenção, o que levou à sua expulsão do partido, que adotava uma posição neutra. E foi nessa altura que criou o jornal ultranacionalista e intervencionista Il Popolo d'Italia. Posteriormente, fundou os fasci di combatimento (Milão, 23 de março 1919), base do fascismo, movimento antissocialista e antissindicalista, que obteve o apoio crescente de proprietários de terra, industriais e classe média. Eleito deputado em 1921, se acentuou o seu caráter antiparlamentar e autoritarista. Foi nomeado chefe do Governo depois de liderar uma célebre marcha para Roma em outubro de 1922 e foi legitimado nas eleições de 1925. Apoiado por uma campanha de exaltação pessoal e de culto à Roma clássica, adotou o título de Duce, o que vela pela pátria. Assinou a paz com a Santa Sé (1929) e desenvolveu uma política externa de expansão. Após a assinatura de um pacto de amizade com o Eixo (1936), entrou na II Guerra Mundial (1940) contra a opinião dos seus colaboradores (Badoglio, Grandi e Ciano). Tendo fracassado e ficado subordinado a Hitler, depois da invasão da Sicília pelas tropas anglo-americanas, foi destituído pelo Grande Conselho Fascista (24 de julho de 1943) e preso. Ao ser libertado por paraquedistas alemães, em 23 de setembro de 1943 criou na zona controlada pelos nazistas a República Social Italiana. Perante a derrota alemã e disfarçado de militar alemão, tentou fugir para a Suíça, mas foi capturado pela resistência em Dongo e fuzilado posteriormente pelo Comitê de Libertação.

Subir