> Galería de Fotos (10 elementos)


10 Medias
   > Artigos relacionados
   > Edupédia

EV
Istambul

População: 8.803.468 habitantes
İstanbul
Cidade da Turquia (8.803.468 habitantes) cap. da prov. de İstambul, situada no mar de Mármara, junto à entrada S do Bósforo, em uma posição estratégica entre os continentes europeu e asiático. A cidade atual, a maior do país, está claramente dividida em três partes de forma triangular e convergentes em direção ao mar da Mármara. Sobre o promontório situado entre o Corno de Ouro e o Bósforo, encontram-se os bairros de Gálata e Péra, que juntos formam a Istambul moderna; no outro promontório, situado entre o Corno de Ouro e o mar da Mármara, surge a parte antiga da cidade; finalmente, na margem asiática do Bósforo estende-se Escutári (Uskudar), a zona comercial. Várias pontes unem as diversas margens da cidade, entre elas a do Gálata e a Ataturk. Possui um relevante patrimônio cultural, que conta com inúmeras antigas instituições, entre as quais se destacam a Universidade (cujas origens remontam ao séc. V), as sociedades científicas e diversos museus. Menos marcado é o caráter produtivo, onde se destacam as indústrias de bens de consumo e de materiais de construção. Pelo contrário, são bastante ativos os fluxos comerciais e turísticos. Dispõe de boas vias terrestres e marítimas. Aeroporto internacional de Yeŝilköy.
Colônia fundada no séc. VII a.C. pelos mégaros com o nome de Bizâncio, em 334 a.C., foi conquistada por Alexandre Magno. Dominada por Roma desde o séc. II a.C., em 330 d.C. foi reconstruída por Constantino e recebeu o nome de Constantinopla. Tornou-se a capital do Império do Oriente ou Império Bizantino. Repeliu todas as tentativas de conquista até o ano de 1204, quando pela primeira vez caiu em poder dos cruzados, que fundaram o Império Latino do Oriente. Os turcos otomanos cercaram-na de forma gradual, tomando-a em 1453 (queda de Constantinopla).
A partir do séc. V, desenvolveu-se a arte bizantina nas igrejas, caso da famosa Basílica de Santa Sofia e Santa Irene. A mais antiga é a de Bajazeto II (1501-1506). Ao grande arquiteto Sinan devem-se a Mesquita do Príncipe (Shahzade Cami, 1544-1548) e a Suleimaniyye (1550), que é uma das grandes joias da arquitetura islâmica. Do séc. XVII, destaca-se a Mesquita do Sultão Ahmed I (1607-1616), denominada Mesquita Azul pelo seu revestimentos de cerâmica, que oferece um aspecto exterior imponente. No campo da arquitetura civil, o edifício mais relevante é o Topkapi, o Palácio dos Sultões.
İstambul Área metropolitana

Subir