> Artigos relacionados

EV
Frisch, Max
Zurique, Suíça 1911 - Zurique, Suíça 1991
escritor suíço de língua alemã. Estudou Literatura Alemã e Arquitetura na Universidade de Zurique. Também trabalhou como jornalista correspondente (1934-1936) e como arquiteto até 1955, data a partir da qual começou a dedicar-se exclusivamente à literatura. O tema central da sua obra, que aparece desde as suas primeiras obras teatrais, é o conflito entre sociedade e indivíduo e a procura da identidade. É considerado o escritor suíço mais importante do pós-guerra. Entre as suas obras dramáticas destacam-se: A Muralha da China (1947; Die chinesische Mauer), Graf Öderland (1951), Don Juan oder Liebe zur Geometrie (1953) e Andorra (1961); entre os seus romances: Não Sou Stiller (1954; Stiller), Homo Faber (1957) e Chamem-Me Gantenbein (1964; Mein name sei Gantenbein). Também se destacam na sua produção os dois volumes dos seus Diários (1949 e 1972).

Subir