> Artigo relacionado

EV
esclerose
Patologia. s. f. Endurecimento patológico da estrutura de suporte de um órgão devido a uma hiperplasia do tecido conectivo, que se apresenta em feixes fibrosos com pouca irrigação sanguínea e escassa elasticidade. s. f. Endurecimento de um tecido vegetal.
esclerose arterial
Cardiologia. Arteriosclerose
esclerose múltipla
Patologia. Doença progressiva e incurável, caracterizada por placas de esclerose disseminadas pela superfície e, também, por dentro dos centros nervosos, no encéfalo e na medula.
Patologia. Diversas patologias do sistema nervoso denominam-se escleroses. Assim, a esclerose tuberosa do cérebro (ou de Pringle-Bourneville) é uma doença familiar e congênita que consiste na formação de hematomas na pele e no sistema nervoso central, que se manifesta com oligofrenia, crises convulsivas e nódulos subcutâneos faciais. A esclerose lateral amiotrófica, ou doença de Charcot, é uma doença dos neurônios motores associada a uma esclerose dos cordões laterais da medula espinhal, que é acompanhada de paralisia espástica dos membros inferiores, atrofia muscular progressiva e paralisia dos nervos cranianos.
esclerose múltipla
Patologia. Esta doença do sistema nervoso é de origem desconhecida. A sua prevalência varia amplamente por zonas geográficas e aumenta proporcionalmente à distância do equador. Afeta principalmente mulheres jovens, entre 20 e 40 anos de idade. Existem dois padrões de apresentação: a forma mais frequente é a renitente com exacerbações em épocas diferentes, que afetam diversas partes do sistema nervoso e marcam a progressão da doença. Na forma crônica progressiva, que é a mais rara, os sintomas aparecem em sequência até a invalidez total.

Subir