> Artigo relacionado
   > Na rede

EV
ebola
Patologia. s. m. Vírus pertencente à família dos filovírus, isolado em 1976 em consequência de uma epidemia que houve no Sul do Sudão e no Norte da República Democrática do Congo. É muito contagiosa e os sintomas são febres altas e grandes hemorragias que podem levar à morte. O nome deriva de um rio que atravessa a região afetada. Patologia. s. m. Vírus que transmite a doença com o mesmo nome. Da família do Filoviridae  (ou Filovirus), o vírus Ebola possui cinco espécies, cada uma delas vinculada a uma determinada área. Os cinco tipos de vírus são: Zaire, Sudão, Floresta Taï (na Costa do Marfim), Bundibudyo e Reston. Eles são respectivamente tratados pelas siglas EBOV, SUDV, TAFV, BDBV e RESTV.
Quanto ao hospedeiro primário deve tratar-se de um macaco ou chimpanzé africano. O período de incubação é muito breve, entre 6 e 10 dias, podendo chegar a 21 dias. Os primeiros sintomas são dores de cabeça e muscular, além de febre e cansaço. Depois, por volta do décimo dia, o doente passa a vomitar sangue. No dia seguinte, surgem sangramentos no nariz, olhos, boca e ânus. A pessoa também passa a sofrer com danos cerebrais. O último estágio, que ocorre por volta do décimo segundo dia, leva à perda da consciência, produz hemorragias internas e, na maioria dos casos, à morte.

Subir